Com milhares de caminhões ainda parados nas estradas, produtos chegam lentamente aos pontos de distribuição. Os reflexos da greve continuam em mercados e centrais de abastecimento. Outro efeito são os preços altos.

 

 

Fonte: Jornal da Band