Reunião foi para discutir ações de expansão do programa RAMA no Rio Grande do Norte

 

O representante da PariPassu, Leonardo Rodrigues, especialista de Sucesso do Cliente, esteve na sede da ASSURN nesta quinta-feira (29) para uma visita de cortesia e também tratar sobre o programa RAMA (Programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos) em reunião com o executivo da associação, Marinho Dantas, e a gestora de eventos, Cida Alves.

Na oportunidade, foi apresentado ao especialista o atual quadro de participação dos associados no programa, assim como as dificuldades que os supermercadistas enfrentam em relação à rastreabilidade de FLV (frutas, legumes e verduras) por parte dos produtores e da Central de Abastecimento do estado (CEASA).

Para Leonardo, a parceria entre a ASSURN e a PariPassu, empresa responsável pela operação técnica do RAMA, pode ajudar a expandir o programa no estado. “Em conjunto, podemos traçar os próximos passos à progressão da rastreabilidade no Rio Grande do Norte. A parceria institucional com a associação estadual é primordial para o entendimento devido da regionalidade de cada unidade federativa, que buscamos desenvolver e detalhar para uma ação cada vez mais assertiva. Caminhando perfeitamente alinhado a legislação vigente”, ressaltou.

Ainda no encontro, o especialista apresentou os indicadores de rastreabilidade feitos em todo o país no ano passado, onde a quantidade monitorada foi 6% acima quando comparada ao ano anterior, fechando 1,430 milhão de tonelada e um total de 4.163 amostras realizadas de 2012 até 2018.

De abrangência nacional, o RAMA conta hoje com a participação de 56 varejos (que representam 25% das vendas totais de FLV comercializados pelo setor no Brasil) e, desde o seu início, já monitorou mais de 6,5 milhões toneladas de produtos entre frutas, legumes e verduras.

No Brasil o consumo de produtos perecíveis acontece em 83% das vezes através de compras realizadas nos supermercados. No entanto, o consumo médio nacional é de 114g/ dia/ pessoa, sendo que o indicado pela Organização Mundial da Saúde é de 400g/ dia/ pessoa.

 

INDEX RAMA

Com o objetivo de construir um indicador de referência para o desempenho de fornecedores e supermercados, utilizando a informação de rastreabilidade e monitoramento dos alimentos, surge o INDEX RAMA.

Produtores e distribuidores que foram monitorados junto aos varejos do Programa RAMA tiveram sua avaliação com base em critérios relacionados à rastreabilidade e ao monitoramento de alimentos. Dessa forma o objetivo do INDEX do Programa foi valorizar qualitativamente e quantitativamente as variáveis monitoradas, gerando a partir dos indicadores uma pontuação e, consequentemente, um ranking dos aderentes ao RAMA

 

INC 02/2018

O programa de monitoramento e rastreabilidade de alimentos (RAMA) precede a legislação INC 02/2018, que trata da obrigatoriedade da rastreabilidade dos alimentos com a finalidade de monitorar e controlar os resíduos de defensivos de frutas e vegetais frescos destinados à alimentação humana em todo o território nacional.

A legislação, assim como o Programa RAMA, veio para desenvolver a cadeia produtiva de vegetais frescos no Brasil e reflete a tendência que o mercado de FLV tem seguido nos últimos anos para melhorar a qualidade dos processos e as boas práticas agrícolas. Tais melhorias resultam em relações mais transparentes, com um produto de melhor qualidade e um valor superior para o consumidor final.

 

*Com informações da PariPassu